sábado, 29 de janeiro de 2011

Escutar os sussurros do Espírito

Olá Mães Sud's!

Domingo passado tive uma experiência engraçada. Assistimos um ramo em espanhol aqui em Rexburg, Idaho e por incrível que pareça o ramo tem uma dupla de missionários só para o ramo. É bem raro aqui em cidades "mórmons" uma dupla só para uma ala. Então sempre que podemos damos comida para os missionários (janta). Domingo passado foi um dia desses.

No sábado estava pensando o que fazer de sobremesa. Eu ia fazer pudim, mas daí resolvi fazer um musse de chocolate apenas. Conversando com minha mãe ela disse: faz os dois. E eu pensei, eu não, é muito engordante e os missionários nem comem tanto aqui (como comem no Brasil) - não caminham o dia inteiro, andam de carro.... No entanto, no fim das contas decidi fazer os dois, pudim de leite condensado e musse de chocolate.

Estamos com 3 missionários no ramo agora, porque dois já estao acabando a missão. O missionário mais novo tem apenas 2 semanas na missão agora. E estava com saudades do pudim de leite da mamãe...No sábado anterior eles "dividiram"com outros missionários e os dois que ficaram passaram na casa de uma família e tinha pudim e outras guloseimas latinas que deixou o verdinho com água na boca.

Domingo quando estava servindo a sobremesa um missionário (que já era cozinheiro cozinheiro em restaurantes chiques em Nova York) veio na cozinha e viu o pudim e foi falar para o outro: Elder, eles tem pudim. E o novinho: - Nãaaaaaaaaaaaaao, não acredito. E foi ver para crer! Ele ficou tão feliz que literalmente parecia uma criança comendo doce! Hehehe!

Só quis relatar essa experiência para lembrar-nos que até nas pequenas coisas do dia-a-dia, quando menos esperamos o espírito sussurra no nosso ouvido. Devemos sempre estar dignas e preparadas para poder ouvir essa voz.

Você tem alguma experiência?

2 comentários:

Rafaela disse...

Que legal mana!
isso aí alimenta bem os missionários pensando na tua irmã q logo vai ta na mesma situação!!

Priscila Terra disse...

Pode deixar Rafa, sempre vou tratar bem os missionários! Não sei se onde vamos morar depois vamos ter missionários...provavelmente não...